O curso - Engenharia Elétrica - Histórico

O curso de Engenharia Elétrica da Faculdade de Tecnologia da Universidade Federal do Amazonas, instituído pelo Conselho Universitário através da Resolução n. 42/76, de 13 de dezembro de 1976, relacionado com a área de Ciências Exatas pela resolução n. 02/76/CONSUNI, iniciou suas atividades acadêmicas em 1977, amparado na Lei n. 5.540/68 e na Resolução 48/76/CFE. Esta fixou os mínimos de conteúdo e duração para os cursos de Engenharia, estabelecendo para a sua conclusão uma carga horária mínima de 3.600 horas. O curso foi reconhecido no dia 07 de julho de 1983, através da Portaria Ministerial n. 315/83, decorrente do Parecer n. 277/83, do Conselho Federal de Educação ( Processo CFE n. 568/81 e n. 007901/83-3/MEC).

 Assim como o Curso de Engenharia Civil, o Curso de Engenharia Civil, o Curso de Engenharia Elétrica teve a sua estruturação sustentada na Lei n. 5.540/68 e na resolução n. 48/76 do Conselho Federal de Educação, que fixou os mínimos de conteúdo, duração e áreas de habilitações dos Cursos de Engenharia. Pelas determinações da referida Resolução, o currículo passou a ter uma parte comum (formação básica e geral) e uma parte diversificada ( formação profissional geral e específica). A parte da formação básica, destinada aos estudos das Humanidades e das Ciências Sociais; a de formação profissional, aos fundamentos científicos e tecnológicos da Engenharia, cobrindo os seguintes campos: Matemática, Física, Química, Mecânica, Processamento de Dados, Desenho, Eletricidade, Resistência dos Materiais, Fenômenos de Transportes.

Em Obediência aos preceitos da Resolução n. 48/76/CFE, em 27 de julho de 1978, após a análise do processo, o Conselho Universitário fixou, através da Resolução n. 028/78, o currículo pleno do Curso de Graduação em Engenharia, habilitação em Engenharia Elétrica, definindo para a sua conclusão 4.170 hora/aulas, equivalentes a 247 créditos a serem integrados no mínimo em 4 e no máximo em 9 anos. Nova alteração é feita pela Resolução n. 026/2000/CONSEPE, que estabelece 4.050 horas/aula para a conclusão do curso, equivalentes a 243 créditos, integralizados no mínimo em 8 e no máximo em 16 semenstres. O curso permite ao aluno optar por uma dentre as áreas de Eletrônica, Sistemas Elétricos de Indústrias, Sistemas Elétricos de Potência e Telecomunicações.