Engenharia de Petróleo e Gás

De todas as atividades humanas, as Engenharias, são responsáveis por conceber e gerar a infraestrutura da civilização como a conhecemos. Consideramos que a Engenharia de Petróleo e Gás na Amazônia Brasileira deve ir além e tornar-se capaz de conceber ­e gerar a infraestrutura para uma nova etapa da civilização brasileira na Amazônia. O Curso de Engenharia de Petróleo e Gás da Universidade Federal do Amazonas foi criado pela Resolução nº 045, de 01 de outubro de 2009 do Egrégio Conselho Universitário (CONSUNI) integrado a Faculdade de Tecnologia FT/UFAM.

O curso foi concebido consoante as Diretrizes Curriculares estabelecidas pelo Ministério da Educação através da Resolução CNE/CES 11, de 11 de Março de 2002. Essa concepção deve assegurar aos seus estudantes oportunidades para uma sólida formação humana, ética, política, econômica, social, ambiental, cultural e tecnológica. Uma formação assim tão ampla tem o potencial de lhes capacitar a adquirir e desenvolver novas tecnologias, empregando seus conhecimentos em uma atuação profissional ao mesmo tempo crítica e criativa para a definição e solução de diversas demandas sociais. O desafio que se impõe à proposta ora apresentada é assegurar que a formação acadêmica resulte em um profissional de Engenharia de Petróleo e Gás com o perfil esperado. Para isso, cada estudante deve dispor das mesmas condições e oportunidades para adquirir as habilidades e competências necessárias ao pleno exercício de suas atividades profissionais no contexto de desenvolvimento anteriormente descrito. As atividades do profissional de Engenharia de Petróleo e Gás têm grande potencial para contribuir com a melhora dos índices sociais e econômicos observados em nosso país. Por essa razão, a formação acadêmica desse profissional deve se constituir em um processo com características mais formativas que informativas, no sentido de consolidar em cada estudante uma postura pessoal e profissional que o incentive ao exercício responsável de sua capacidade criativa, expressa por meio de atitudes conscientes e críticas acerca de questões de ordem técnica, científica, acadêmica, econômica, política, social ou ambiental.

O profissional egresso do curso de Engenharia de Petróleo e Gás estará apto a implantar tecnologias nas diversas unidades da indústria do petróleo, operar e otimizar a produção e o processamento, tanto do petróleo quanto do gás natural, de acordo com as mais modernas tecnologias do setor. Suas áreas compreendem prospecção, perfuração, completação, estudo de reservatórios, transporte e armazenamento de óleo cru, gás e derivados, refino de petróleo e gás, comercialização do petróleo e seus derivados.